• Comunicação

Depoimentos ao amigo Ceará


Jacob Emmak: Eu não tive muito tempo para conhecê-lo quando entrei na casa, mas os bons testemunhos das pessoas provam que ele era uma boa pessoa. Eu só queria dizer agora: Sinto muito pela sua perda Ceará, descanse em Paz.

Marcos Nazário: O Ceará é um estado conhecido por revelar grandes humoristas. O Ceará que perdemos levou consigo um grande motivo de alegria e diversão para Casa. As memórias que ele deixa, contudo, são de momentos de felicidade. Descansa em paz, Ceará, suas risadas fazem falta.

Gabriel Vieira: Uma das primeiras pessoas que eu encontrava no dia era o Ceará e sempre ele me cumprimentava da mesma forma, dizendo "calouro, viado" era como se ele dissesse "bom dia, meu amigo"… até logo, meu amigo.

Vinícius Matheus: Não existe partida para aqueles que permanecerão eternamente em nossos corações. Tive o privilégio de ser vizinho do Ceará e de compartilhar bons momentos com essa pessoa que nos deixa muita saudade. Que as boas lembranças que ele deixou a todos os celuenses possam enxugar nossas lágrimas, nos fazer sorrir e nos dar força para seguirmos.

Elcio Almeida Junior: Eu conheci o Eduardo no dia da minha banca aqui na Casa, entramos no mesmo concurso. Ele foi a primeira pessoa com a qual conversei. Me lembro que eu estava nervoso e o Eduardo estava muito tranquilo, parecia até que já era da Casa, conversar com ele me deixou mais tranquilo. Tenho certeza que onde quer que ele esteja, está em um lugar melhor.

Haldane Padilha: Não tive a oportunidade de te conhecer melhor Ceará. Porém, o pouco tempo que estou na Casa já me convenceu da boa pessoa que você era, você foi jovem, mas aqui com seus amigos você é eterno, vai em paz mano.

Pedro Gobbo: Descanse em Paz, querido amigo.

Carlos Eduardo Araujo: Sempre que o via estava sorrindo, sempre que conversava com ele era algo alegre. Por mais que tenhamos conversado pouco, era fácil perceber que era uma pessoa de bom caráter

.

João Davi Kluber: Eduardo, foste o primeiro cearense que conheci. Não tenho tantas lembranças, já que não estivemos tão próximos, contudo lembro o suficiente para que tua partida me entristecesse por demais. Dentre as inúmeras mensagens que nos deixa com tua vida e com tua morte, há uma que ecoa em minha mente: a CELU constrói vínculos e união à medida que permitimos. E mais do que nunca precisamos permitir... Descanse em paz, Ceará.

Teddy: Nosso amigo Ceará como o lindo sol chegou nas nossas vidas, brilhou e iluminou nossos caminhos, cumpriu sua missão e, em seu momento, partiu para o descanso. Não perdemos um amigo, ganhamos um anjo a mais nas nossas vidas.

Célio G. de Souza: Para nós você sempre estará vivo em nossas lembranças, em cada momento de risadas e de parceria que tivemos. Nosso amigo Eduardo (Ceará), tu partiste de uma forma que ainda não conseguimos acreditar, a cada dia que passa, achamos que vamos te encontrar no corredor com aquele eterno "Oh viado". Espero que aonde que tu esteja, esteja sempre sorrido, assim como as lembranças que tenho de ti, mas agora em um lugar apenas de paz. Saudades amigo!

José Bail: Vai em paz rumo ao próximo destino, deixando um pouco de si em cada um que passou por seu caminhar.

Patrick Z. Janckowski: Ceará, você deixou uma cicatriz em nossos corações, mas não se engane, nem toda cicatriz é ruim. Nem toda cicatriz é dolorosa. Algumas nos dão esperança, como a de um transplante. Mas esta cicatriz meu amigo também nos ensinará. Ensinará que a vida pode ser muito curta, mas que pode ser muito bela, como garanto que foi para ti. Assista-nos aí de cima e tenha certeza que lhe daremos muito orgulho ainda. Obrigado meu querido amigo.

Lucas E. Lima de Souza: Ceará véio, em quanto você esteve comigo, tristeza foi um sentimento que nunca senti. Achei que você seria uma boa veia para o Japa, afinal ele precisava de alguém disciplinado feito você, mas após um tempo você também foi contagiado pelo espirito do dele kkk. E isso foi bom! Queria poder ter tido mais tempo... E se eu te perguntar se você será lembrado por todos que tiveram a chance de conviver com você, consigo até ouvir sua voz me respondendo “oxi, é claro homi!” Vá em paz meu querido irmão.

Ricardo Norio Miyata: Ceará, o futuro é sempre muito incerto e as vezes ele parece meio injusto. Mas acredito de coração que se fostes antes é porque lá no céu eras necessário. Embora tenhas partido, as memórias e recordações estarão sempre nos corações das pessoas que um dia te conheceram.

Paulo Eduardo Muller: Grande Ceará, não tive tanto contato contigo quanto muitos da nossa querida CELU tiveram, mas sei que eras uma pessoa extraordinária. Sempre transmitindo boas energias. Vá com Deus e continue nos iluminando como fazias aqui de baixo.

Køssi Finøu: La mort n'atteint pas seulement celui qui doit fermer les yeux à jamais mais aussi les autres, tous les autres qui recevront l'horreur et l'absence en partage! C'est dans cet état que tu nous as tous laissé...proche,ami,frère Eduardo Que Dieu le père t'accueil dans sa

Irineu Leandro: Ceará descanse em paz. Pouco conversei contigo, porém foram momentos de risadas que ficará na lembrança.

João Paulo Pintanelli: Foi pouco o tempo em que passamos juntos, mas certamente ficará em minha memória cada brincadeira e cada risada. Valeu a pena conhecer alguém que estava sempre sorrindo.

Luiz Carlos Marques: Cerará foi uma das únicas pessoas que conheci aqui na Casa que fiz uma amizade verdadeira, não por que o procurei várias vezes, e sim porque ele era uma pessoa conquistadora, com seu sorriso, com sua simplicidade e humildade. Deus sabe a hora de cada um e se hoje foi a vez dele é porque a sua missão estava, de certa forma, concluída. Se sentimos falta dele é porque ele fez a sua parte em nossas vidas.

Lincoln V. Zanardine: O Eduardo sempre foi um cara feliz e solicito, disposto a ajudar e a servir. Seu sonho de ser um grande líder e alguém inspirador deve servir de motivação a todos, seu espírito celuense deve servir de exemplo para as futuras gerações.

Zeca: uma estrela brilha em vermelho e branco no céu!

Francisco Liebl: Não me lembro de estar perto do Ceará e não dar boas risadas, vou sentir falta de perder na sinuca pra ele...

Lucas H. de S. L. Silva: O Ceará era um cara muito dedicado e responsável, ele sempre fazia seu melhor. Era uma pessoa de uma humildade ímpar e com uma alegria contagiante. Um exemplo de celuense que ficará em nossas memórias.

Yago F. Soliz: Infelizmente não deu tempo para conhecer melhor o Ceará, mas tenho certeza que era um cara de caráter e coragem. A CELU perde um grande homem, mas o céu ganha uma grande estrela. Descanse em paz, viado!

Tiago Budziak: Certamente todos os Moradores desta Casa sentirão saudades do nosso amigo e irmão celuense "Ceará", que neste curto período de tempo conquistou a amizade e a admiração de muitos. Que Deus o acolha de braços abertos e conceda a ele a alegria de estar na companhia divina!

Gerson Rocha: "Se você espera que o mundo seja justo contigo por ser justo com ele, você está enganado. É como esperar que um leão não o devore por não tê-lo comido primeiro". Talvez esse seja o sentimento que a maioria tenha dentro de si, pelo Senhor ter levado alguém tão jovem e tão cedo, mas se este foi o encerramento que Ele permitiu a sua vida, então nos resta apenas atrelar as memórias e aguardar seu plano se concretizar. Que Deus possa trazer conforto a todos.

Saulo Rocha Sales: Ceará foi quem me apresentou a CELU, quando eu participei da banca. Me falou um pouco da rotina da casa e como ela funcionava. Foi muito prestativo. Uma das coisas mais legais a respeito dele era o fato de ser da mesma região do país, da qual eu venho. Uma pena ter nos deixado tão cedo. Que ele descanse em paz.

Renan Larentis: O Eduardo foi a primeira pessoa que conheci na CELU, por sua vez o Ceará foi a última pessoa que mostrou-me o segredo da compreensão. Um cearense arretado e um maçom sereno. Sincronia perfeita de quem sempre andava sorrindo. Sua vida foi breve, Ceará. Todavia, longas e ricas serão as lembranças de ti.

Kossi Dzodzobu: Conheci o Ceará de verdade na mesa de sinuca, com as risadas. E, quando ele e eu jogávamos, ele sempre ganhava. Então eu falava para ele “cara você não joga muito bem, mas não entendo como que você sempre me ganha”. Daí ele respondia “Oxii... escuta só quem está falando!”. Onde quer que ele esteja agora, que a alma dele descanse em paz e que essa felicidade que ele sempre tinha, essas risadas, nunca parem.

Marlon Prudente: O Ceará sempre foi um bom amigo, brincalhão, "folgado" e inteligente, todos sentiremos falta de suas brincadeiras, e de sua seriedade para com os problemas da Casa, e todos aqueles que fizeram sua banca lembrarão de seu objetivo de ser um grande líder, acredito eu que ele conseguiu esse objetivo, pois, qual outro líder conseguiu agradar a todos? O Ceará não tinha inimigos, ao menos não aqui na Casa. Estarás em nossos corações.

Aron R. A. Rodrigues: Quis o Senhor que a lembrança mais nítida que eu tivesse do Eduardo fosse sua banca Cultural. A bagagem cheia de sonhos, incertezas e inquietudes que ele trazia ficou a mostra durante a entrevista. Apesar do nervosismo que a situação impunha, ficou nítido o potencial que tinha para fazer a diferença, para fazer diferente. Bem, os desencontros da vida me levaram a acompanhar sua história de longe, o que não me impede de ter a convicção de que ele fez prova de sua vontade de fazer diferente a cada dia vivido na CELU. Tenho certeza que o fim prematuro de sua jornada deixará saudades, mas deixará também gravado no coração de seus irmãos celuenses uma lição de coragem, de amizade e sobretudo de celebração diária a vida.

Pedro A. G. Contardi: Descanse em paz Ceará, nós, seus irmãos celuenses, estaremos sempre com você em nossos corações.

Danilo Campos: É difícil compreender como uma pessoa tão jovem pôde ter sua vida interrompida. É preferível ter em mente que um novo ciclo se iniciará, onde ele poderá se reinventar... E que os seus sonhos permaneçam vivos como nunca.

Aleksandre Pfeffer: Que sua imagem nunca desapareça de nossas mentes e que sua breve, porém marcante existência continue a inspirar e motivar a todos nós. Você permanecerá eternamente nos nossos corações. Descanse em paz, querido Ceará.

Carlos H. L. Resende: Bá, esse cabra vai fazer falta!

Thomas Werner: Lembro-me muito bem da feição dedicada do Ceará corrigindo as atas ao meu lado. Na sua jornada terrena indubitavelmente o Eduardo deixou seu legado, a sua alegria e motivação. Acredito que o Senhor quis ele ao seu lado para que continue sendo esse "Grande Líder" lá do Céu. É difícil se conformar com esta decisão Divina. Que Deus de conforto e alento à família.

Peter Mackenson Civil: "La mort est un passage obligatoire pour tout etre vivant". Que ton ame repose en paix mon frere.

P. Walter Schenkel: Tudo o que é intenso dura pouco. A verdade é que não suportamos alta intensidade por longo tempo, mas somos marcados por ela. Sua passagem por aqui foi curta, intensa e marcante. Decidimos ficar com os bons momentos...

Sirlon Blaskievicz: Lembro que às vezes quando eu limpava meu quarto ele chegava me fazer companhia, sem falar muito, mas mostrando a melhor qualidade que um homem pode ter, saber ouvir, essas são as memórias que guardarei dele: um sorriso sempre no rosto e a vontade de ouvir"

Cladilson Nardino: É uma sensação estranha, de impotência e de perda do chão... Que a memória do seu sorriso, do seu olhar, de seus dias conosco, das vivências, das brincadeiras sejam preservados e sirvam de inspiração para nossos dias!! Que Deus lhe cuide e conforte a todos nós! E, até que nos encontremos de novo... Que os Deuses lhe guardem na palma de Suas mãos.

Thadeu da Costa: Nossa CELU é rica em diversidade cultural, versatilidade de ambições, inúmeros potenciais em lapidação nos diversos cursos das universidades de Curitiba. Ainda mais rico é nosso Brasil com mais um exemplo de perseverança, coragem, amizade e humildade na pessoa do nosso sempre amigo Ceará. Ele enriqueceu ainda mais nosso ambiente mesmo com a passagem breve porem intensa nas atividades da casa, universidade e nos momentos de distração e lazer. Deixará saudade por onde passou e um vazio nos corações de seus amigos e novos familiares que construiu na CELU. Que Deus conforte seus pais e renove-os de esperança e paz.

Lucas Politano: Aquela coisa nebulosa chamada tempo, tecido fio a fio e que se entrelaçam em meio aos outros, não faz diferença se é muito ou pouco quando o que se vive é feito com tenacidade e paixão, pois os espaços abertos nesses momentos serão cravados como fissuras de luz que não mais se fecharão e tender a expandir sem mais, iluminando tudo e todos ao redor. Isso gera coragem, em quem foi atingido por esse fecho, para continuar a tecer esta trama obscura que é a vida.

Rafael Hideo: O Ceará era uma pessoa incrível que tive a honra de ter como veia, era super tranquilo, parceiro, esforçado e dedicado a tudo que fazia. Era, sem dúvidas, alguém que tinha muito potencial e que iria contribuir muito para sociedade, assim como fazia na CELU e no Demolay. Não merecia ter ido tão brevemente e deixou saudades por todos os lugares, era adorado por todos e ninguém guardava magoas dele. Sou grato por ter sido minha veia e fico tranquilo por ele estar num lugar melhor.

Josep Kenel: A tua amizade foi e será a flor da nossa casa. Você faz parte da nossa obra. Amamos você meu irmão!

Benildo: Descanse em paz brow, é a forca do destino, é a vontade de Deus nosso Senhor divino.

#luto #estudante #homenagem #depoimento #Eduardo #Alves #dosSantos #morte #casa #luterano #Ceará #blog