• Bruno Padilha

4 tipos de pessoa: quem é você?


Segundo o Dr. Hipócrates, muito conhecido pelo “Juramento de Hipócrates”, há 4 tipos de temperamento dominantes nos seres humanos. Esses temperamentos são inerentes e independem de época histórica ou qualquer outro contexto. Podem irmãos gêmeos criados da mesma forma e com uma genética em comum possuírem temperamentos diferentes. É algo individual e imutável, porém adaptável.

Todos nós possuímos um pouco de cada temperamento, sendo um dominante e outros em uma quantidade mediana e, tendo autoconhecimento, conseguimos adaptá-los de acordo com a necessidade. Por exemplo, eu mesmo sou predominantemente fleumático, mas consigo adaptar o que do melancólico e do colérico eu precisar em cada situação. Os temperamentos são: fleumático, melancólico, colérico e sanguíneo.

Fleumático - Conserva a calma mesmo em situações difíceis. Tem paciência, fidelidade, equilíbrio e amor aos hábitos, precisão e meticulosidade na execução de tarefas. De natureza não agressiva, quer criar harmonia e é confiável. Não responde a tons de comando que tentem leva-lo à ação; é lento. Pode transformar a calma em desinteresse, surgindo pedantismo e bitolação.

Melancólico - Na infância, já se salientam os grandes e expressivos olhos no rosto, geralmente estreito. Acontecimentos e encontros atuam nele por muito tempo, podendo chorar à noite por algo que tenha ocorrido pela manhã. Como aluno e adolescente, pode sentir-se incompreendido e desprezado. Participa intensamente de acontecimentos ou relatos de tragédias. Sofre particularmente em ambientes marcados pela superficialidade e falta de compromisso. Na idade adulta, revela-se com qualidades positivas como a profundidade de pensamento, a seriedade e a compaixão. A melancolia torna-se um perigo apenas quando o egocentrismo, narcisismo e mania de criticar a si e aos outros passam para o primeiro plano.

Colérico - Sob a atividade do calor, parece estar sempre ligeiramente contido, “sob pressão”. Perseverante, tem iniciativa, mobiliza-se por ideais, é entusiasmado e pontual. Exaspera-se facilmente quando as coisas não saem conforme planejado. Essas características podem ser empregadas pelo idealismo ou egoísmo, podendo sobressair o egoísmo e a vaidade.

Sanguíneo - Sente-se bem quando rodeado de pessoas. Receptivo, tem interesse por tudo à sua volta. Normalmente não é rancoroso e relaciona-se com facilidade. Costuma estar constantemente em movimento e se desgasta facilmente. Parece simpático, de prosa fácil e agradável, conhece todos pelo nome rapidamente. A alegria pode, no entanto, degenerar em falta de compromisso, trazendo à tona um tipo superficial e inconsequente. No geral é esguio, de constituição delicada. Seu caminhar é saltitante, acentuando a ponta dos pés. Muitas vezes é chamado de “cabeça de vento”.

A mídia e outras influências tentam nos passar um modelo de cidadão ideal que é o sanguíneo.

Acabamos assimilando isso como verdade mesmo sem perceber. Se não for sanguíneo, não é um bom profissional, não é um bom marido, não é um bom filho, não é um bom aluno, não é um bom torcedor de futebol ou nem mesmo um representante da cultura brasileira como “carnavalesco”. Se não é sanguíneo, também não se diverte nem é colaborativo, “proativo”, “engajado”, etc. Todas as boas virtudes só podem ser demonstradas através do temperamento sanguíneo. Se esse não for seu temperamento dominante, então você que finja ser. Infelizmente é esse o tipo de pensamento que, não necessariamente nessas palavras, mas com essa essência se traduz em muitas ocasiões.

É preciso compreender que as outras pessoas podem ter outros perfis e mesmo assim serem ótimas pessoas. A CELU é “a casa da diversidade”, então é claro que abriga pessoas com todos os tipos de temperamento em diferentes doses, todos contribuindo e sendo felizes ao seu jeito e sendo respeitados com seus próprios temperamentos.

Recomendo mais pesquisa sobre o assunto, características positivas e negativas de cada tipo, como lidar com pessoas de cada temperamento, etc. Para saber o grau de dominância de cada temperamento em você, recomendo um teste disponível nesse link: http://educamais.com/teste-de-temperamento/

Referência: Texto adaptado de “O mapa do comportamento”, disponível em http://www.suaescolha.com.br/portal/comportamento/196-o-mapa-do-comportamento.html?showall=1

Bruno Padilha

Pedagogia - Opet

#blog #tipo #tipos #tiposdepessoa #universitario #hipocrates #hipocrisia #personalidade #gazua