• Sirlon F. Blaskievicz

Quer entrar para tomar uma xícara de café?


florinda.png

O café é um dos produtos com maior importância no comércio internacional, é igualmente uma das bebidas mais apreciadas em todo mundo, pelas suas características organolépticas, pelo seu efeito estimulante e pelos estudantes sem grana que optam pelo café como uma alternativa mais barata e efetiva do que convidar aquela almejada garota para um cinema. Portanto hoje, meus caros celuenses, vamos adentrar um pouco no fantástico mundo do café.

A composição química dos grãos de café é bastante complexa, além do fato de no processo de torrefação ocorrerem ainda, diversas reações químicas através de inúmeros compostos que podem ser degradados, a composição exata do café é indefinida (ou seja, varia de acordo com a espécie da planta, local de crescimento desta, quantidade de chuva, santo do dia, etc), estima-se que o grão de café torrado possua mais de 2000 compostos químicos diferentes, assim, os efeitos do consumo de café irão depender da qualidade e quantidade dos compostos químicos ingeridos, estando o consumo moderado normalmente descrito como a ingestão de 3 a 5 doses diárias de café (aproximadamente 150-300 mg de cafeína/dia). Por falar em qualidade, existem algumas regras sagradas na preparação de um bom café:

1 – Estocagem correta do pó de café: ela é excelente na questão de absorver odores e umidade do ar, é claro que se deteriora por isto.

2 - A água utilizada deve ser apenas aquecida: não pode ferver, pois a perda de oxigênio altera a acidez do café, além de uma temperatura elevada auxiliar na extração de compostos indesejados à sua bebida (alguns taninos por exemplo deixam o café muito mais amargo).

3 – Nunca ferva a água adoçada, o açúcar eleva a temperatura de ebulição da água, entrando no item anterior.

O composto mais conhecido pelo senso comum presente no café é a cafeína, porém na classe dos diversos compostos existentes encontramos compostos fenólicos, trigonelina, aminoácidos, diterpenos, ácidos graxos e ésteres, como seria necessário um texto para falar sobre cada uma destas classes, vale apenas ressaltar que alguns atuam como vasodilatadores, fazendo o coração bater mais rápido, bombeando mais sangue, estimulando as capacidades psicomotoras. Porém, o principal estimulante presente no café é de fato a cafeína, que segundo estudos, consegue melhorar tanto as performances psicomotoras como as cognitivas, isto se deve ao fato de possuir uma estrutura semelhante ao neuromodulador adenosina, que possui a função de inibir à liberação de vários neurotransmissores nos dando a sensação de cansaço, assim, a cafeína se liga aos receptores da adenosina impedindo a função desta e, nos dando a pseudo sensação de não estarmos exaustos.

Uma curiosidade sobre este divino componente do café é que, de acordo com estudos realizados na Universidade de Haifa (Israel), as abelhas preferem néctar com elevadas quantidades de cafeína, além de nicotina, do que néctar considerados puro, sem estas substâncias.

CharactersOfCelu2 copiar-47.png

Sirlon F. Blaskievicz

Estudante de Química - UFPR

#blog #café #Siensce #ciência